Uma jovem identificada como Tamirys Adriny de Oliveira Silva, 27, conhecida como “A Camaleoa”, foi presa por do 1º Distrito Integrado de Polícia na nesta quinta-feira (23) acusada de aplicar ‘golpe do amor’ em diversos funcionários e executivos do Distrito Industrial de Manaus.

De acordo com a polícia “Camaleoa” obteve, por meio fraudulento, cerca de R$ 130 mil de suas vítimas.

“Ela se aproximava das vítimas através das redes sociais, passava a acompanhar a rotina social pra fim de estudar a questão financeiras dessas vítimas e se aproximava”, disse o delegado Cícero Túlio, afirmando que a mulher depois de se aproximar das vítimas, fazia com que elas acreditassem que eles teriam um relacionamento amoroso e, depois de ganhar a confiança deles, solicitava dinheiro para fazer procedimentos cirúrgicos.

O delegado disse que ao total, cerca de cinco homens caíram no golpe da ‘Camaleoa do Amor”. Ela tinha tudo estudado até a segunda parte do golpe.

“Assim que a vítima percebia que tinha algo errado, ela passava pra segunda parte do golpe. Ela alegava que queria manter relações sexuais com as vítimas, ia até a casa deles e no momento da consumação do ato sexual ela alegava que estava sentindo muitas dores. Ela alegava que tinha sido acometida por uma bactéria mortal suspostamente sido transferida pelas vítimas e passava a exigir mais dinheiro para o tratamento médico e cirúrgico”, acrescentou.

Artigo anteriorConcurso Nacional Unificado: governo define banca para as provas; serão 6,6 mil vagas
Próximo artigoEm Manaus, homem é condenado a 37 anos de prisão por matar a tiro adolescente de 13 anos de idade