Divulgação/Sedel

Nesta quarta-feira (10/07), o secretário de Estado do Desporto e Lazer (Sedel), Jorge Oliveira, e o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb), Fausto Santos, reuniram-se com o ministro do Esporte, André Fufuca, em Brasília, para tratar dos investimentos para a Copa do Mundo Feminina 2027, que terá Manaus como uma das sedes.

Durante a reunião foram apresentados os programas esportivos do Governo do Amazonas, além de projetos de desenvolvimento urbanos de competência da Sedurb.

No encontro, Jorge Oliveira, reforçou o compromisso do Amazonas com o futebol feminino. “Recentemente o 3B da Amazônia conquistou o acesso para elite do futebol nacional feminino e isso só mostra o quanto os investimentos do governador Wilson Lima estão trazendo resultados. E não temos dúvidas que a Copa do Mundo de 2027 será mais um avanço para essa modalidade”, destacou o titular.

Articulação

O secretário Fausto Santos Jr. destacou os esforços contínuos para garantir mais recursos para o Amazonas, no desenvolvimento urbano, e o esporte é parte fundamental. A iniciativa visa transformar o estado em um polo de excelência esportiva, promovendo oportunidades e incentivando a prática esportiva entre a população.

“Desde o início do ano, estamos em articulação com os Ministérios para conseguir mais recursos para obras de infraestrutura no Amazonas. Nós nos cadastramos no PAC, investimentos importantes para o desenvolvimento do esporte no estado, como a ampliação das quadras poliesportivas, equipamentos esportivos e estruturação de alto rendimento”, destacou Fausto Jr.

A Arena da Amazônia será um dos dez estádios que receberão o mundial de 2027, anunciado em maio, no Congresso da Federação Internacional de Futebol (FIFA), na cidade de Bangkok, na Tailândia. A praça esportiva localizada na capital amazonense já foi palco de quatro jogos da Copa do Mundo FIFA de 2014 

Jorge Oliveira também destacou a importância do Programa Esporte e Lazer na Capital e Interior (Pelci), que há dois anos visa promover, fomentar e incentivar a inclusão e permanência de meninas e mulheres na prática do futebol, e atualmente conta com mais de 15 mil atletas. Com informações de Agência Amazonas.

Artigo anteriorOtan preocupada com o papel da China na guerra da Ucrânia
Próximo artigoCAP e EE Mayara Redman abrem inscrições para curso de aperfeiçoamento em atendimento educacional especializado