Divulgação / Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

As escolas do município de Parintins (distante 349 quilômetros de Manaus) promovem, até esta sexta-feira (21/06), o “Dia D” da prática esportiva. As atividades são orientadas a partir da Coordenação de Educação Física Escolar (Cefe), da Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar, e está prevista na Lei nº 6.753/2024, que institui o dia da prática esportiva em todas as escolas estaduais, tanto na capital, quanto no interior.

Em Parintins, a prática mobiliza, desde de quarta-feira até esta sexta-feira, todas as escolas estaduais do município, inclusive na zona rural. Por meio da Coordenadoria Regional de Educação de Parintins (CRE Parintins), diretores, pedagogos e professores promoveram um dia de movimento e diversão para os alunos. A atividade integra o calendário pedagógico do segundo bimestre letivo.

À frente das ações no município, a assessora de Educação Física da Coordenadoria Regional de Educação de Parintins, Rayza Gadelha, destacou que o dia de prática contou com esportes, dança, ginástica, brincadeiras e jogos, com a participação massiva dos alunos.

“A Coordenadoria Regional de Educação de Parintins reuniu todos os professores, pedagogos e diretores para falar sobre a importância de se fazer, não só cumprir a lei, mas potencializar o currículo da educação física escolar para os alunos”, comentou.

No dia D, que acontece simultaneamente em todas as escolas estaduais do município bimestralmente, toda comunidade é mobilizada para apoiar a ação, a partir das orientações da coordenação de Educação Física. A coordenadora do Cefe, Hemelly Areias, explicou que há um documento orientador elaborado pela Secretaria de Educação para os dias da prática esportiva nas escolas, disponibilizado a todas unidades de ensino da rede. A partir deles, as próprias escolas definem e desenvolvem suas ações, em cumprimento à legislação.

“Associamos essa prática ao currículo escolar, porque oportuniza novas vivências aos estudantes, desenvolvendo as competências e habilidades do currículo”, destacou a coordenadora Hemelly.

Para o aluno Arthur Herculano, do 9º ano, do Colégio Nossa Senhora do Carmo, o dia de prática foi especial por integrar os alunos.

“Foi muito bem organizado e fez com que os alunos, até aqueles que não gostam muito de se enturmar, participassem e se divertissem. Tivemos bons resultados. Isso ajuda muito no relacionamento entre os alunos e também dos professores”, ressaltou Arthur.

Práticas Esportivas

A partir do documento orientador, cada escola possui autonomia para construir seu próprio plano de atividades para atendimento da legislação, o qual deve ser planejado pela equipe gestora juntamente com os professores e estudantes.

O projeto deve contemplar ações integradas ao currículo, bem como, atividades que visem aos elementos fundamentais comuns às práticas corporais, conforme prevê a Base Nacional Comum Curricular, a saber: movimento corporal como elemento essencial; organização interna (de maior ou menor grau), pautada por uma lógica específica; e produto cultural vinculado com o lazer/entretenimento e/ ou o cuidado com o corpo e a saúde.

Dentre as ações, de acordo com o Art. 4º da Lei nº 6.753/2024, durante a realização do dia D da prática esportiva, a instituição de ensino deverá incentivar a promoção da segurança alimentar, fomentando campanhas de como se alimentar de maneira saudável e a doação de alimentos, simultaneamente à programação.

Artigo anteriorLula diz que leilão do arroz foi anulado por “falcatrua” em empresa
Próximo artigoSamu Manaus recebe placa de selo internacional de excelência em socorro a pacientes com AVC