EUA: Homem que passou quase 20 anos preso é solto após gêmeo confessar crime

Compartilhe

Um homem que passou quase 20 anos na prisão por conta de um assassinato acabou libertado, na noite de terça-feira (25), após seu irmão gêmeo ter confessado o crime. As informações são do NY Post.

Kevin Dugar foi libertado da prisão do condado de Cook, em Chicago, nos EUA, após uma moção de fiança. Ele havia sido condenado por supostamente ter matado um membro de uma gangue rival em um tiroteio, em 2003.

Em 2016, o irmão gêmeo de Kevin, Karl Smith, se apresentou à polícia e confessou que ele havia sido o real responsável pela morte. O caso foi para a justiça e, dois anos depois, um juiz decidiu que a confissão de Smith não era crível, e se recusou a oferecer um novo julgamento a Kevin.

Recentemente, outro juiz decidiu revisar o caso após uma apelação. “O Tribunal de Apelações descobriu que há uma forte probabilidade de que um júri ouvindo todas as evidências provavelmente considere Kevin inocente”, disse o advogado de Dugar.

300x250tce

A defesa de Kevin espera que o Gabinete do Procurador do Estado do Condado de Cook analise as evidências e encerre o caso.

“Esperamos que o estado faça a coisa certa e encerre este caso. Mas se persistir, esperamos inocentar Kevin no julgamento”, disse seu advogado. Como condição para sua soltura, Kevin viverá em uma instalação residencial de transição.