Policiais civis do 1º Distrito Integrado de Polícia, comandados pelo delegado Cícero Túlio, prenderam na sexta-feira (5) um grupo criminoso acusado de atuarem em um esquema de roubos a lojas da TV Lar, no Centro de Manaus. Foram presos preventivamente Felipe Ferreira da Rocha, 23 anos, Vitor da Silva Oliveira, conhecido como “Vitão” de 23 anos, responsáveis por receptar os materiais, Fabiane Marques dos Santos, 20 anos e Sabrina Silva de Oliveira, 29 anos, funcionária da loja e amante de Felipe, apontado pela polícia como principal líder do esquema que deu um prejuízo estimado em R$ 100 mil a loja.

Segundo o delegado Cícero Túlio, as investigações sobre o caso iniciaram cerca de uma semana atrás, depois que o grupo criminoso planejou um assalto a uma loja de eletrônicos no bairro Centro, zona sul da capital.

“As investigações revelaram que Sabrina, funcionária da loja de eletrônicos, fornecia informações privilegiadas para a realização dos roubos a Felipe. Após a ação criminosa, os produtos roubados eram deixados com sua companheira, Fabiane, que tinha a função de revendê-los no mercado clandestino”, detalhou o delegado.

Além do trio, outro membro da quadrilha identificado como “Vitão” foi preso. Ele era responsável por receptar os equipamentos roubados e auxiliar na distribuição para o mercado clandestino de venda ilegal de celulares.

Durante o último roubo, ocorrido em junho deste ano, foram subtraídos cerca de R$ 100 mil em produtos. A Polícia Civil suspeita que o grupo já atuava há mais de um ano, considerando que outros três assaltos já haviam sido realizados na mesma loja, com a participação da funcionária.

“Conseguimos obter todas essas informações durante a investigação e solicitamos à Justiça a prisão preventiva dos envolvidos, além de cinco mandados de busca e apreensão”, contou Cícero Túlio.

Durante a operação, todas as quatro pessoas foram capturadas e foram recuperados 10 equipamentos roubados.

As investigações continuarão para identificar outras pessoas envolvidas no esquema criminoso.

Os autores foram indiciados pelos crimes de roubo qualificado, associação criminosa armada e receptação qualificada. Todos serão encaminhados à audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça.

Artigo anteriorDe autoria da deputada Débora Menezes, Plano Estadual de Combate à Pedofilia agora é Lei no Amazonas
Próximo artigoRoda de caminhão se solta em rodovia e mata ciclista dentro de parque