Amir Levy/Getty Images

As Forças de Defesa de Israel (FDI) confirmaram ter recebido informações do Comitê Internacional da Cruz Vermelha que o Hamas libertou um terceiro grupo de reféns neste domingo (26/11). O grupo, segundo Israel, seria formado por 14 israelenses e 3 estrangeiros.

Mais cedo, os extremistas também confirmaram a libertação de um cidadão russo. O comunicado divulgado pelo Hamas não dava detalhes sobre a identidade do refém, mas aponta que a libertação se deve à intervenção do presidente da Rússia, Vladimir Putin.

A entrega do terceiro grupo de reféns à Cruz Vermelha foi corroborada pelo Hamas, por meio do canal do Telegram das Brigadas Al-Qassam, braço militar dos extremistas. O grupo, no entanto, fala em 13 israelenses, 3 tailandeses e um russo.

Mais cedo, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, confirmou a entrega da lista, mas sem dar detalhes da quantidade de reféns. O documento foi verificado por autoridades de segurança, e as famílias dos reféns foram informadas.

Artigo anteriorHomens são executados a tiros em lava jato de Manaus
Próximo artigoFotos: Viih Tube, Eliezer e Lua são batizados em cerimônia coletiva