Um médico é investigado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), após a morte de uma idosa de 81 anos, que teve o intestino perfurado durante um exame de colonoscopia, no município de Acaraú, no interior do Ceará. O médico que realizou o procedimento, identificado como Marcio Roney, foi denunciado pelo Ministério Público do Ceará.

O caso aconteceu em janeiro de 2022. Agora, o MP quer que o médico faça uma reparação à família da paciente Jaci Aires dos Santos de, pelo menos, 150 salários mínimos.

Artigo anteriorBrasileira presa na Índia volta ao Brasil com filho nascido na prisão
Próximo artigoUnidades de saúde da prefeitura têm reforço com 26 novos bolsistas do programa ‘Mais Médicos’