PCGO/Divulgação

Duas garotas de programa foram presas pela Polícia Civil de Goiás (PCGO), nessa terça-feira (9/7), suspeitas de aplicar o golpe do “boa noite, Cinderela” em um homem em Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal. As mulheres causaram à vítima um prejuízo de quase R$ 40 mil.

O homem se encontrou com uma das garotas de programa em um motel por volta das 17h de 3 de junho, uma segunda-feira. Ele se interessou pela mulher depois de ver fotos dela em um site, mas ficou decepcionado ao conhecê-la pessoalmente, por não achar parecida com as imagens na internet.

A prostituta, então, disse que tinha uma amiga que poderia ir até o local. Depois de ver fotos da outra mulher e o preço do serviço, o homem aceitou.

Quando a segunda garota chegou, a vítima tomou um energético dado por elas. A bebida, porém, estava “batizada”, e ele desmaiou. Depois disso, as mulheres saíram do motel e, com ajuda de outra garota de programa, fizeram diversas compras em drogaria e em uma distribuidora de bebidas.

Segundo a vítima, as golpistas ainda usaram a senha do cartão para realizar inúmeras transações em máquinas próprias, que somaram quase R$ 40 mil de prejuízo.

As investigações da PCGO, que estão em andamento, ainda apontam que há outros registros de ocorrência no nome das envolvidas. A dupla foi detida temporariamente, por 30 dias, por roubo com restrição da liberdade da vítima.

Buscas e apreensões também foram feitas em dois locais, em Luziânia e Novo Gama.

Artigo anterior“Médico das estrelas” deixou barriga de empresária necrosada após lipo
Próximo artigoMinistra defende estratégias de combate à desinformação na saúde