Dhyeizo Lemos/Semcom

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), recebeu, nesta sexta-feira, 21/6, a certificação internacional “Selo de Ouro”, do programa EMS Angels Awards, em reconhecimento à qualidade do atendimento móvel de urgência prestado a pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC). Para a premiação, o Samu foi monitorado durante o primeiro quadrimestre de 2024 e avaliado em cinco critérios relacionados ao socorro a esse tipo de paciente na sua área de abrangência.

Nesta sexta-feira, o prefeito de Manaus, David Almeida, recebeu a placa e fez questão de entregar para os servidores do Samu Manaus.

“A excelência na prestação de serviços é o foco e a meta da prefeitura. O Samu recebe essa certificação internacional que somente Manaus e Curitiba receberam no Brasil. Grandes cidades da Europa, dos Estados Unidos e da Oceania foram contempladas também. Isso demonstra a eficiência de trabalho da Prefeitura de Manaus, a partir da sua Secretaria de Saúde”, afirmou Almeida.

Sete serviços de saúde brasileiros participaram da disputa pelo selo concedido pelo programa, vinculado à Boehringer Ingelheim. A premiação acontece três vezes por ano e visa reconhecer, em nível mundial, equipes e indivíduos comprometidos com a melhoria da qualidade na prática dos cuidados ao paciente acometido por AVC.

Os cinco critérios usados pelo programa para avaliar a performance do Samu Manaus no atendimento a pacientes de AVC foram: tempo médio no local (em minutos); percentual de pré-notificação para o hospital; percentual de doentes entregues em hospitais preparados para AVC; percentual de doentes aos quais os detalhes da medicação são comunicados; e percentual de doentes em que a hora conhecida em que o doente foi visto pela última vez é comunicada.

No período analisado, o Samu Manaus atendeu 317 chamados relacionados à AVC, dos quais 310 na capital, cinco em Itacoatiara, um em Presidente Figueiredo e um em Rio Preto da Eva.

O secretário municipal de Saúde, Djalma Coelho, disse que o reconhecimento da performance elevada do Samu neste tipo de atendimento demonstra que a gestão está no caminho certo e é um incentivo às equipes para que busquem resultados cada vez melhores.

“É um momento de orgulho do Samu Manaus, isso é resultado de um trabalho que vem sendo executado por esses servidores há um certo tempo e que tem muito ainda a ser melhorado. A gente vai lutar pelo selo Diamante, mas já ganhamos o selo Ouro que nos orgulha muito e que avalia todo o protocolo, desde o recebimento do caso suspeito de AVC, até a entrega dessa pessoa aos hospitais. Apesar do reconhecimento, podemos melhorar ainda mais esse selo”, destacou Djalma. 

Com 18 anos em funcionamento, o Samu Manaus realiza, em média, 5.000 atendimentos por mês relacionados a casos de urgência e emergência de agravos clínicos, traumáticos, obstétricos, pediátricos e psiquiátricos, entre outros. O Samu conta, atualmente, com 38 Unidades de Suporte Básico (USBs), sete Unidades de Suporte Avançado (USAs), que são como UTIsmóveis e 16 motolâncias, para atendimento de casos com acesso terrestres, e duas unidades de Suporte Avançado Fluvial (Usaf) para atendimento às comunidades rurais ribeirinhas.

Artigo anteriorEscolas de Parintins realizam “Dia D” da prática esportiva escolar
Próximo artigoAluno da Prefeitura de Manaus é destaque na Olimpíada Brasileira de Língua Inglesa