O tradicional Festival Folclórico de Parintins, no Amazonas, junto com os Bois Garantido e Caprichoso, está a um passo de ser reconhecido como uma manifestação da cultura nacional. A Comissão de Educação e Cultura (CE) aprovou nesta terça-feira (9) o Projeto de Lei (PL) 2.610/2023, que tem esse objetivo. O texto recebeu parecer favorável do senador Plínio Valério (PSDB-AM) e, como foi alterado pelo relator, retorna para análise na Câmara dos Deputados.

O Festival Folclórico de Parintins, que coloca frente a frente os Bois Caprichoso e Garantido, acontece há quase 60 anos sempre na última semana de junho. Um corpo de jurados é convidado a avaliar, a cada edição, as performances dos grupos e decidir o campeão. Na Arena do Bumbódromo, a 370 quilômetros de Manaus, um público apaixonado veste as cores preferidas e torce pelo seu boi favorito.

O senador Plínio Valério destacou que o Sistema Nacional de Cultura detalha, entre os deveres do Estado, a garantia de plena liberdade de expressão artística. Ele apresentou uma emenda para que o poder público, além de garantir a livre atividade do festival, também destine recursos ao evento.

“Quem não foi, precisa ir. É algo que não dá para definir. O espetáculo é impressionante. O Festival Folclórico de Parintins, há muito tempo, clamava por esse reconhecimento,” afirmou o senador.

Vale lembrar que, em 2018, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) reconheceu o Complexo Cultural do Boi Bumbá do Médio Amazonas e Parintins como patrimônio cultural imaterial

Artigo anteriorFederação Brasil da Esperança confirma Marcelo Ramos como único pré-candidato a prefeito de Manaus
Próximo artigoQuaest: aprovação do governo Lula vai a 54%. Rejeição é de 43%