Um dos deputados da Ucrânia, identificado como Serguei Bátrin, do partido Servo do Povo, do presidente Volodymyr Zelensky, entrou na reunião do conselho da vila de Keretsky, no distrito de Mukachevo, localizada na região de Transcarpácia, e lançou três granadas de mão, na manhã desta sexta-feira (15/12).

Ao todo, 26 pessoas ficaram feridas, seis delas em estado crítico, e uma morreu – exatamente o suspeito de ter atirado o equipamento. As imagens são fortes.

É possível observar o momento em que o homem de terno preto entra numa sala, durante uma reunião, onde diversas pessoas conversam. Ninguém se movimenta.

Então, o deputado tira o armamento do bolso, e aí sim as pessoas começam a se agitar. Com duas granadas em mãos, joga no chão com casualidade, após puxar o pino. Há ainda uma terceira explosão: uma dessas granadas é posicionada no pescoço do homem.

Quem atirou as granadas morreu

A informação que se tem é que apenas o próprio agressor teria morrido, e o ocorrido foi confirmado pela Polícia Nacional da Ucrânia.

Hoje, às 11h37, a linha 102 recebeu uma mensagem de que um dos deputados explodiu granadas no prédio do conselho da aldeia de Keretsky, no distrito de Mukachevo, durante uma reunião de sessão”, escreveu a polícia nas redes sociais.

O caso seguirá sendo investigado.

Artigo anteriorConfraternização de fim de ano tem que ser inesquecível
Próximo artigoPolícia prende em SP médico gaúcho suspeito da morte de 42 pacientes