27.3 C
Manaus
quinta-feira, 23 de maio de 2024

Produção Rural: Governo do Amazonas capacitou 1.675 pessoas em nove municípios no primeiro trimestre de 2024

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), realizou no primeiro trimestre de 2024, 61 cursos e capacitações, alcançando 1.675 pessoas, entre servidores, comunitários e produtores rurais de nove municípios. Os cursos foram definidos pelas associações e cooperativas, Organizações não Governamentais (ONGs) e clubes de mães, que indicaram as maiores demandas.

Em Manaus foram 32 atividades, entre cursos como Associativismo e Cooperativismo, Manipulação e Aproveitamento Integral de Alimentos; Manejo e Gestão na Piscicultura; Valorização da Mulher no Campo; e outras temáticas elaboradas pelo Departamento Pedagógico da Sepror.

Para o secretário da Sepror, Daniel Borges, as atividades teóricas e práticas são fundamentais para o desenvolvimento das famílias que vivem da agricultura.

“Precisamos oferecer o máximo de conhecimento possível para essas famílias e assim incentivá-las a empreender, individual ou coletivamente. Nossa equipe pedagógica está sempre melhorando os conteúdos para atender as necessidades de aprendizado dos participantes. Educação é tudo!”, enfatiza Daniel Borges.

Para os produtores rurais do município de Anamã (a 165 quilômetros de Manaus), um dos módulos orientou os participantes quanto à organização e legalização documental de associações. E em Manicoré (a 332 quilômetros de Manaus), o mais pedido foi o curso de Levantamento de Documentação das Associações, demonstrando que os participantes já se preparam para empreender.

Entre os agricultores que estão organizados em cooperativas ou associações, de Manaus ou do interior, o curso mais procurado foi o de Acesso ao Crédito Rural. Os piscicultores que já produzem peixe e que pretendem comercializar, buscaram a Capacitação em Retirada de Espinhas.

Para o segundo semestre uma nova programação de cursos está pronta e as atividades já estão planejadas. De acordo com Rose Torres, responsável pelo Departamento Pedagógico da Sepror, a alta participação nos cursos é pelo fato de os próprios participantes solicitarem os conteúdos. “Nós preparamos de acordo com os pedidos deles. Se quiserem o curso de Horta Caseira, eles pedem e nós atendemos. Se preferirem o de Caseiro de Sítio, oferecemos esse e assim por diante. De curso em curso nossos agricultores estão mais preparados a cada dia”, finaliza Rose Torres.

 

Artigo anteriorQuatro curiosidades sobre Parasyte: The Grey, novo sucesso da Netflix
Próximo artigoDia do Beijo: quatro sinais de herpes labial que você deve ficar de olho