26.3 C
Manaus
domingo, 26 de maio de 2024

Seas promove feiras de empreendedorismo nos Centros Estaduais de Convivência da Família

Foto: Jimmy Christian

De olho no potencial empreendedor de homens e mulheres que assistidos, o Governo do Amazonas, por intermédio da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), promove nesta quinta e sexta-feira (18 e 19/04), feiras de empreendedorismo com venda de produtos diversos, nos Centros Estaduais de Convivência da Família e do Idosos (Ceci).

O objetivo é a socialização dos idosos para mantê-los ativos, além da comercialização dos trabalhos artesanais produzidos pelos integrantes do Projeto Rede Proteção.

O Centro Estadual da Família Padre Pedro Vignola, localizado na Cidade Nova, zona norte, inicia a programação nesta quinta-feira (18/04) com um aulão de boi-bumbá, seguido de roda de conversa e apresentação cultural. Paralelamente, haverá um bazar com a venda de produtos variados como artesanatos, bordados, pintura em tecido e muito mais. A programação inicia às 9h, no salão principal.

O Centro Estadual de Convivência da Família 31 de Março, no bairro Japiim, zona sul, realiza na manhã de sexta-feira (19/04) o Bazar das Empreendedoras’, usuárias do centro que fabricam e vendem artesanato, confecções, acessórios, brechó (artigos usados), além de maquiagem e lanches.

Como incentivo à geração de renda por meio do empreendedorismo, será realizada uma palestra para as expositoras sobre empreendedorismo, com o tema: “Se comunicar bem para ganhar bem”, em parceria com a faculdade Uninorte.

Aproveitando a celebração do Dia dos Povos Indígenas, na sexta-feira (19/04), o Centro de Convivência do Idoso (Ceci), no bairro de Aparecida, zona sul, inicia sua programação às 9h com a exposição de artesanatos e a ‘Feira do Empreendedorismo’, com exposição de produtos artesanais indígenas. Na parte da tarde haverá apresentação dos destaques folclóricos com frequentadores do Ceci, mostrando suas habilidades artísticas e danças indígenas em homenagem aos povos originários. A ação acontece no Salão Central do Ceci, das 13h às 17h.

Para a coordenadora do Projeto Rede de Proteção da Seas, Rita Abecassis, as feiras e brechós são uma excelente oportunidade para os assistidos dos centros, que além de fabricarem seus produtos nos cursos que realizam, aproveitam as feiras para vender e com isso gerar uma renda extra. “Cada centro foca na importância do empoderamento feminino e o incentivo ao empreendedorismo tem essa finalidade de levar a mulher a se qualificar e se tornar uma geradora de renda para si e sua família”, destaca.

Artigo anteriorProrrogadas inscrições para 60 vagas extras do curso pré-vestibular AprovENS
Próximo artigoGoverno do Amazonas entrega 10 toneladas de carne bovina para escolas estaduais por meio do programa Preme