31.3 C
Manaus
quarta-feira, 22 de maio de 2024

Sepror recebe visita de representantes de Coari para tratar da Semana Agroambiental e apoio ao cacau

A Secretaria de Estado de produção Rural (Sepror), por meio do titular da Secretaria Executiva Adjunta de Política Agrícola, Pecuária de Florestal (Seapaf), Eirie Vinhote, recebeu hoje a visita de representantes do município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus), sob a liderança do secretário municipal de Produção Rural, Adão Martins, para tratar de assuntos relativos a eventos e programas do setor primário naquela região, com destaque para a realização da Semana Agroambiental, no final do mês de julho.

Os principais assuntos tratados durante o encontro foram relacionados à realização da Semana Agroambiental, Workshop do Cacau e Projeto “Produz + Coari”.

Participaram também da reunião pelo município de Coari o secretário municipal adjunto de Meio Ambiente, Afrânio Pereira, e o diretor técnico Levy Sampaio.

O encaminhamento principal do encontro foi a participação do Governo do Amazonas, via Sepror, para a realização da Semana Agroambiental, que será o maior evento do Setor Primário em Coari, disse o secretário Eirie Vinhote. E entre os temas discutidos no encontro, destacou-se ainda o alinhamento da parceria entre a Sepror e a Prefeitura, já acordada entre o secretário da Sepror Daniel Borges e o Prefeito local, Keitton Pinheiro, para alavancar a cadeia do cacau, assim como de ações de capacitação e de mapeamento dessa produção no município de Coari.

“A ideia é fazer um workshop ou seminário, e para isso vamos apoiar na organização e na articulação de parcerias com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Comissão Executiva do Plano Lavoura Cacaueira (Ceplac) e outras providências que visam a efetivação dos eventos. Além disso, a Sepror, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), também vai realizar duas visitas ao município para fazer o mapeamento regional e aplicar cursos de boas práticas para a produção do cacau nativo, a fim de melhorar o aproveitamento e a produtividade da cadeia”, concluiu Vinhote.

Artigo anteriorRegularização e crédito rural: Idam leva serviços a 80 agricultores familiares e indígenas de Amaturá
Próximo artigoPL de Roberto Cidade que amplia atenção a pacientes cardiopatas avança nas comissões da Aleam