Após ter conta reativada no Twitter, Luciano Hang fala em checar informações

Compartilhe

Após três dias de suspensão, a conta do empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, foi reativada no Twitter sábado (15). Na última quarta-feira (12) a conta havia sido retirada do ar após denúncias de compartilhamento de informações falsas.

Luciano Hang, um dos aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL), havia compartilhado um vídeo contrário à vacinação de crianças contra a covid-19. O tweet foi classificado como fake pela rede social.

Com o perfil ativo, Luciano fez uma série de publicações afirmando que “é necessário filtrar tudo que chega até nós, pois há muita gente mal-intencionada espalhando fake news por aí”. Ele também afirma que já foi vítima de “várias”.

300x250tce

Nota da Assessoria

Em nota, a assessoria do empresário afirmou que a suspensão do perfil violava sua liberdade de expressão.

“Um absurdo! Não é possível que se tenha uma única verdade e que você não possa questioná-la. Agora não podemos mais compartilhar informações para as pessoas tomarem suas próprias decisões?”, manifestaram-se.

Inquérito das fake news

No ano passado, a conta do empresário e outros aliados do presidente Jair Bolsonaro também foram suspensas sob ordem judicial. A ação fez parte do inquérito das fake news, que investiga os ataques às instituições democráticas e disseminação de informações falsas.

Desde as eleições de 2018, Luciano Hang é acusado de ser um dos financiadores de fake news por meio do aplicativo WhatsApp e do chamado “gabinete do ódio”, órgão responsável por criar ataques contra adversários políticos. O empresário, no entanto, nega participação. (Congresso em Foco)