Ex-senador haitiano é preso na Jamaica pelo assassinato do presidente do Haiti

Compartilhe

O ex-senador haitiano John Joel Joseph, procurado pelas autoridades do Haiti na investigação do assassinato do presidente Jovenel Moise em julho do ano passado, foi preso na Jamaica, informou no sábado (15) uma fonte da polícia local.

Joseph foi detido na noite de sexta-feira para sábado e está atualmente preso em instalações da polícia, disse a fonte sem dar mais detalhes sobre os procedimentos.

Explicou apenas que as forças de segurança jamaicanas estavam atuando em coordenação com seus “parceiros internacionais” e que havia “investigações conjuntas”.

O presidente haitiano foi assassinado em julho, mas, apesar da prisão de vários suspeitos, ainda há muitas incertezas em torno de seu assassinato.

300x250tce

Já no mesmo mês, as autoridades do país publicaram um cartaz de busca por John Joel Joseph, descrito como um indivíduo “perigoso e armado”.

No início deste mês, um ex-soldado colombiano foi acusado nos Estados Unidos de fazer parte do grupo de 20 homens que matou Jovenel Moise e feriu gravemente sua esposa em sua residência presidencial em Porto Príncipe em 7 de julho de 2021.

Mais de 40 pessoas, entre elas 15 colombianos e americanos de origem haitiana, já foram detidas em conexão com a investigação. Com informações de AFP.