ONG oferece atendimento psicológico gratuito para a população no Amazonas

Compartilhe

Com o aumento das estatísticas de transtornos psicológicos que afetam adultos e crianças, não é difícil encontrar pessoas precisando de atenção e orientação especializada. Por outro lado, há um grande tabu em relação aos cuidados com a saúde mental e dificuldade de acesso a esse serviço. Considerando essa realidade, a ONG Visão Mundial passa a oferecer de forma gratuita atendimento psicológico para a população do Amazonas em geral, incluindo o público infantil e pessoas surdas.

Essa iniciativa é ofertada por meio do projeto Resposta à COVID-19 no BrasilAmazonas unido pela prevenção, que conta com um eixo de proteção. Entre as ações previstas, destacam-se o fortalecimento da rede de proteção à criança e ao adolescente e a identificação de violações de direitos.  

De acordo com a gerente do projeto, Angela Karinne Mota, o serviço busca atender a uma demanda identificada no primeiro ano de operações do projeto. “Entendendo a dificuldade da rede pública local em prestar assistência às famílias no atual cenário pandêmico, a Visão Mundial está fornecendo, gratuitamente, a todas as pessoas que manifestarem interesse, o apoio psicológico com profissionais especializados. O objetivo é proporcionar à população um maior bem-estar físico e mental para lidar com os efeitos advindos da pandemia”, ressalta.

Os atendimentos iniciam na próxima segunda-feira (24/01) e serão realizados de forma presencial em Manaus, Manacapuru, Novo Airão, Anori e Anamã. Já nos demais municípios, o formato será online. Os interessados devem fazer o agendamento pelos telefones/WhatsApp: (92)99264-0024 / (92)99272-8575 / (92)99239-1853 ou indo diretamente aos locais indicados em cada cidade. O serviço estará disponível até junho de 2022.

300x250tce

Inclusão: projeto vai atender crianças e pessoas surdas

O atendimento é aberto para todas as idades, incluindo crianças. A inclusão do público infantil no serviço visa mitigar os efeitos e transtornos psicológicos que as crianças vêm apresentando durante esse período de pandemia.

Outro grupo que é considerado prioridade nessa iniciativa são as pessoas surdas. Para isso, haverá um atendimento com acessibilidade em LIBRAS – Linguagem Brasileira de Sinais, uma inovação no projeto, disponível presencialmente em Manacapuru e online para as demais cidades do estado.

Locais para atendimento presencial

Manaus:

  • Local: Instituto Criarte do Amazonas (Av. Hilário Gurjão, nº 2943. Jorge Teixeira 4ª etapa. Manaus). Dias: de segunda a sexta, das 9 às 15 horas.
  • Local: Raio de Esperança ( Rua Dep. Evaldo Flores, casa 01. Dom Pedro. Manaus). Dias: segunda, das 9 às 16 horas; e quinta, das 13 às 16 horas

Manacapuru: 

  • Local: Fundação Lar do Amor de Maria Betânia ( Rua Manicoré, nº1101. bairro da União, Manacapuru). Dias: de segunda a sexta, das 9 às 18 horas.

Anamã: 

  • Local: Igreja Presbiteriana (Rua Emanuel de Siqueira Bastos, s/n, Centro – em frente à Escola Municipal Ivan Jaques). Dias: segunda a sexta, das 14 às 19 horas

Anori: 

  • Local: CEMEAR (Rua Augusto Grijó, bairro São João – Ao lado da Delegacia Civil). Dias: terça e quinta, das 14 às 20 horas

Estatísticas sobre aumento de casos de transtornos mentais

Estudos realizados pela Universidade de Queensland, na Austrália, apontam aumento de 28% dos casos de depressão e 26% de ansiedades na população mundial após o início da pandemia. Segundo os dados, foram 246 milhões de casos de depressão, destes, mais de 35 milhões foram em mulheres, em comparação com cerca de 18 milhões em homens.

Um outro estudo feito pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP), que investigou a saúde mental de crianças e adolescentes durante a pandemia, das 7 mil com idade entre 5 a 17 anos que participaram da pesquisa, cerca de 27% apresentaram sintomas de ansiedade ou depressão. 

O Atlas da Saúde Mental da Organização Mundial de Saúde-OMS revela uma falha mundial em fornecer às pessoas os serviços de saúde mental, principalmente neste momento em que a pandemia de COVID-19 está demandando por mais profissionais que possam dar apoio às questões ligadas à saúde mental.

Sobre a Visão Mundial

A World Vision, conhecida no Brasil como Visão Mundial, é uma organização humanitária dedicada a trabalhar com crianças, famílias e suas comunidades para atingir todo o seu potencial, combatendo as causas da pobreza e da injustiça. A Visão Mundial serve a todas as pessoas, independentemente de religião, raça, etnia ou gênero. A organização está no Brasil desde 1975 atuando por meio de programas e projetos nas áreas de proteção, educação, advocacy e emergência, priorizando crianças e adolescentes que vivem em situações de vulnerabilidades.